SENTIMENTOS..PENSAMENTOS E IMAGENS

Arquivo para julho, 2012

honestidade

Não precisamos ser perfeitos, mas temos que ser honestos.
Fazer nosso melhor de acordo com nosso entendimento e capacidade.
E ainda manter nossos olhos abertos para o próximo lance da escada.
Nunca nos pressionando a subir se ainda não estamos prontos,
mas sempre agradecendo a existência desse degrau mais alto.
Estar pronto quando é hora de subir. Isto é honestidade.

Anúncios

“Sexo: Em Busca da Plenitude”

Perguntaram a Osho: Por que o sexo é um assunto que deixa as pessoas tão pouco à vontade? Por que ele é um tabu?

Simplesmente porque as pessoas, há séculos, têm uma vida sexual reprimida. Elas aprenderam, com os profetas, messias e salvadores de todas as religiões, que sexo é pecado.

No meu entender, o sexo é a nossa única energia, é energia vital. O que você faz com ela só depende de você. Ela pode vir a ser pecado como também pode ser o ponto culminante de sua consciência. Tudo depende de como você usa essa energia.

Existiu um tempo em que não fazíamos nem idéia de como usar a eletricidade. Ela sempre existiu – na forma de raios e relâmpagos -, chegando inclusive a matar pessoas, mas hoje ela está à nossa disposição. Faz tudo o que queremos que ela faça.

O sexo é bioeletricidade. A questão é como usá-la. E o primeiro princípio é não condenar essa energia. No momento em que condenamos alguma coisa, já não podemos mais usá-la.

O sexo precisa ser aceito como uma coisa normal e natural da vida – assim como o sono, a fome e tudo mais.

Além disso, o sexo precisa ser aliado à meditação. Depois que isso é feito, todo o seu caráter se transforma.

O sexo sem meditação só pode gerar bebês. O sexo com meditação pode nos proporcionar um renascimento, pode fazer de nós seres humanos diferentes.

[Osho, em “Sexo: Em Busca da Plenitude”]

Nuvem de tags